TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR! TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR!

A UTILIZAÇÃO DO MATERIAL SEM A PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO AUTOR, SUJEITA AO RESPONSÁVEL ÀS RESPONSABILIDADES PREVISTAS NA LEI DE DIREITOS AUTORAIS!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Onde estás?

Sinto tua presença. Palpita meu coração. Tomado pela apreensão, me afogo em expectativas. Quero ver-te. Tocar-te seria meu maior prêmio e realização.

Tua voz enlouquece meu ser quando a percebo em meus ouvidos. Estremeço. Não me contento em lágrimas de alegria por querer-te junto à mim.

Você se aproxima, mas eventualidades nos afastam. Sei que você existe e que também espera por mim. Mas algo nos repele mesmo quando nos sentimos próximos.

Como um cavalo alado, saio à sua procura. Não tenho pressa, mas me desgasto em ter que gostar de alguém que ainda não encontrei. Não ter-te é triste. Onde estás? Rendo-me ao tempo com a certeza de que nos encontraremos e seremos um só sentimento. Seremos, enfim, o verdadeiro e sublime amor.

          

2 comentários:

Anônimo disse...

"Você procuras nos lugares errados. Buscas encontrar-me olhando naquelas que cortam seu caminho sob a luz do dia ou naquelas que se aproveitam da noite para que os encantos do céu estrelado ofusquem sua falsa beleza e as deixem encobertas de suas próprias aparências. Queres me achar, mas não me buscas onde de fato me prostei: estou na força do vento que sopra e lhe afaga a pele; estou no calor do sol que lhe aquece na manhã cinzenta e fria; e na claridade das águas que refletem os seus gentis traços. Eu vivo em seu coração, rezando para que as travas que cegam seus olhos, sejam enfim derrubadas e você possa então me enxergar: perto de você.
Enquanto cavalgas a me procurar, enxerga-me a teu lado e aceita que teu desgaste não é maior do que o meu, pois você se rende ao tempo, mas eu sucumbo à incerteza: quando irás me descobrir?" Flávia J.

Jeferson disse...

Nossa,
Lindo Viu...
Parabéns..